Sua Nova Lista de Resoluções para o Novo Ano - Aprenda a conquistar!

Compartilhar:

Publicado em: 27/12/2018 13:21

Sua Nova Lista de Resoluções para o Novo Ano - Aprenda a conquistar!

Mais um ano chegou, e pode ser aquele que você dirá ou já está dizendo que será “o ano da minha virada”. Então, como de praxe, deve ter revisitado a velha lista de resoluções para o ano novo que você fez. Ela pode estar:

a. Engavetada

b. Empoeirada

c. Abandonada

d. Rabiscada

e. Rasgada

Se a sua resposta foi a letra (D), pode ser que você tenha feito muito do que se comprometeu e riscou as conquistas. Mas, também pode ser que, com raiva, ao ver o tempo passar e percebendo que não fez absolutamente nada do que prometeu, usou a lista para aliviar sua agonia.

Sim, caro leitor, um dia já fui assim também. Então, sei bem como é sentir FRUSTRAÇÃO com a lista de resoluções. A gente senta e não chora de vergonha mesmo. Mas, para melhorar a situação (na verdade piorar), fazemos outra lista! “Agora vai! Esse ano vai ser diferente, e eu vou cumprir cada uma das minhas promessas!” uhumm...

Perceba, a diferença foi posta no ANO e não em você.

Você querendo ou não, seu cérebro registrou o que você programou. Ele é uma máquina, alimentada pelas informações que você passa a ele e pelas informações que você recebe do mundo exterior – acreditando e incorporando.

Cada registro tem uma marca, um circuito neural formado para realiza-la. Mas, ele precisa de ação e isso, bem isso só depende de você mesmo. Quando nos deparamos com tarefas, ações que foram programadas e não realizadas, coisas super importantes e esquecidas pela negligência, começa um processo cerebral involuntário de cobranças, para que você se organize, pegue sua lista nas mãos, mesmo com tremedeira ou medo do susto que vai levar, e as resolva.

Em algumas pessoas acontece um processo de somatização, que pode levar a dores, sensações, suor desmedido, e baixa das emoções (tristeza, apatia, rancor)... porque nesse momento você tomou consciência do que deveria ter feito e não fez. Vem a culpa.

Mais saudável e produtivo do que se culpar e dar início a um processo de autocrítica (destrutivo), é iniciar um processo de AUTOANÁLISE (construtivo):

  1. O que eu deixei de cumprir?
  2. O que me levou a deixar de agir?
  3. Essas resoluções são realmente alcançáveis?
  4. Preciso de ajuda para isso? E quem pode me ajudar?
  5. O que preciso fazer para conquistar o que quero?

Anote as suas respostas bem diante de sua lista de resoluções não resolvidas, entendendo o que levou a sua falta de ação. Reformule (siga o Manual da Conquista logo abaixo). Quebre o ciclo vicioso de escrever e engavetar. Pendure sua lista de resoluções para 2019 em um local que você veja todos os dias. E faça um favor a si mesmo, leia!

Quando nos atentamos ao que nos comprometemos, o cérebro segue um caminho quase automático para nos auxiliar a agir. Ele depende também das emoções que estão intrínsecas aos desejos de realizar aquelas tarefas, sonhos, objetivos.

As emoções disparam um processo químico cerebral, liberam dopamina, serotonina e outras super drogas neurotransmissoras, a fim de que o entusiasmo cresça, a fé em si aumente, e a AÇÃO aconteça.

Mas, não é tudo tão simples. Se fosse o mundo seria outro.

Outras etapas são tão importantes quanto saber o que se quer: O COMO. Aí entra o planejamento.

As listas de resoluções normalmente não acompanham o Manual da Conquista. Responda sinceramente, quando você faz sua lista de resoluções para o ano novo, você:

a) Escreve e declama com todo orgulho para os amigos e familiares, e depois guarda;

b) Só escreve e guarda dentro da bíblia (porque a fé é grande) ou algum livro inspirador;

c) Escreve, fica feliz e animado e depois... Pega ela no final do ano, se é que já não jogou fora.

Vamos ver o que acontece de fato:

Resposta a) Você já se programou ao escrever e quando verbalizou cheio de emoção, seu cérebro marcou no calendário dele. E ele vai te cobrar por isso.

Resposta b) Fé é acreditar. O problema é quando colocamos a fé em algo ou alguém para realizar o que só nós podemos fazer. Sem entrar no mérito de religião, afinal cada um tem a sua e mesmo que você não acredite em nada, te digo, está tudo bem. Mas, colocar a ação nas mãos de outros, mesmo que divino, é não assumir a responsabilidade. As ações são suas e a divindade, caso você acredite nela, te dará oportunidades para que você cresça, fortaleça-se e seja merecedor da conquista.


                            NINGUÉM FARÁ POR VOCÊ O QUE TEM QUE SER FEITO POR VOCÊ

Resposta c) Será que você quer mesmo conquistar o que colocou no papel, ou está mais na onda do que “é obrigatório no final do ano, pra começar o ano bem!”??? Quem disse que você TEM que fazer, sem querer fazer?

Don't worry! É para isso (também) que estou aqui, te auxiliar a entender suas expectativas e como realiza-las! Então vamos ao como:

O MANUAL DA CONQUISTA

Bem, o texto ficaria imenso se eu fosse explicar tudo em detalhes como faço em sessão com meus coachees, desde as liberações químicas do cérebro que, você tomando consciência auxiliarão ainda mais na sua jornada, até o planejamento completo das ações, mensuração e efetiva conquista dos objetivos (sonhos, desejos, chame como quiser, é seu).

Então, aqui segue um passo a passo básico do que é mais importante para que a sua Lista de Resoluções de 2019 fique cheia de e a sua felicidade seja imensa para dar início a novos sonhos!

Pegue papel e caneta e escreva sua resposta:

  1. O que eu quero (saiba exatamente).

  2. Como saberei que cheguei lá?

  3. Por que eu quero (entenda).

  4. Quando eu quero (datas, períodos).

  5. Verifique se é possível.

  6. Como pode ser conquistado.

  7. Poderá ser feito só por você ou precisará de ajuda, e de quem?

  8. Peça ajuda, conecte-se as pessoas.

  9. Planeje o passo a passo até a linha de chegada, com datas e ações Aqui é importante uma observação: para o prazer, busca incessante do cérebro, nós geralmente visualizamos apenas a conquista e nos esquecemos de quais passos são fundamentais para chegar lá.

  10. Mensure Mensurar é verificar durante a jornada se os seus passos e prazos e estão de acordo. É nesse momento que você tem a possibilidade de mudar a rota, adequar as ações para seguir na direção da conquista.

  11. A conquista: verifique se está completo. Se faltou algo, programe novos passos.

Se conquistou, recompense-se! Comemore sua vitória porque isso também é importante! E, faça uma marcação de tarefa realizada em sua lista, para fechar o ciclo daquela conquista. Seu cérebro se encherá de felicidade química!

Vendo suas resoluções, planejando o caminho para chegar lá, sabendo que é possível conquistar e colocando confiança em você mesmo, todo o seu ser ficará pronto para as suas ações planejadas.

Me conta depois como estão suas metas para 2019! Eu desejo um ano cheio de “FEITORIAS”, assim como a minha lista de 2018. Ó, mais um feito aqui: • Texto no blog para a Lista de Resoluções 2019 😉

SÃO SUAS DECISÕES E NÃO SUAS CONDIÇÕES QUE DETERMINAM SEU DESTINO.


Coach Fabi Granzotti é fundadora da Imperativa Coaching e já auxiliou centenas de pessoas, transformando vidas e gerando resultados!



IMPERATIVA COACHING